A MAGIA DO CICLO DA ALFABETIZAÇÃO

Natiele Caroina Schwab Mayer, Jenifer Speth, Maria Preis Welter

Resumo


O seguinte artigo está relacionado ao Estágio Supervisionado III - Gestão e Docência no Ciclo de Alfabetização e Letramento, que teve como principal objetivo desenvolver a leitura, a escrita e a oralidade, proporcionando momentos lúdicos na aprendizagem referente os meios de comunicação. A sequência didática, foi a metodologia utilizada na mediação da prática do estágio, aplicando atividades lúdicas para atingir o objetivo. Como introdução da sequência didática, realizou-se a contação de história, a qual abordou o tema meios de comunicação. Para a realização das práxis docente utilizou-se um embasamento teórico, fundamentado em autores, o que contribuiu para a construção do conhecimento durante a prática docente. Dessa forma, percebe-se que o professor alfabetizador precisa manter o foco, pois a alfabetização o aluno utilizará tanto para a vida escolar como social, portanto o professor tem uma função extremamente importante.


Referências


ABRAMOVICH, Fanny. Literatura Infantil: gostosuras e bobices. 4. ed. São Paulo: Scipione, 1997.

ALVES, Luana Leal. A importância da matemática nos anos inicias. < Disponível em: file:///C:/Users/Otavio%20Speth/Downloads/A-IMPORT%C3%82NCIA-DA-MATEM%C3%81TICA-NOS-ANOS-INICIAS.pdf > Acesso em: 27 out. 2018.

ARAÚJO, Mairce da Silva. AMBIENTE ALFABETIZADOR: a sala de aula como entre-lugar de culturas. In: GARCIAS, Regina Leite. Novos olhares sobre a alfabetização. São Paulo: Cortez, 2008. (p. 139 – 159).

BARROS, Paula Rúbia Pelloso Duarte. A contribuição da literatura infantil no processo de aquisição da leitura. São Paulo: Lins, 2013. Disponível em: < http://www.unisalesiano.edu.br/biblioteca/monografias/56015.pdf > Acesso em: 16/ago/2018

BOAS, Benigna Villas. Avaliação: Interações com o trabalho pedagógico. Editora Papirus. Disponível em: < https://bv4.digitalpages.com.br/#/edicao/epub/149578 > Acesso em: 15/nov/2018.

BRASIL, Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular: Educação é a base. Disponível em: Acesso em: 23 set. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: matemática. Brasília: Ministério da Educação, 1997.

BRASIL. Secretária de Educação Básica. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Pacto nacional pela alfabetização na idade certa: planejando a alfabetização e dialogando com diferentes áreas do conhecimento: ano 02. Unidade 06. Brasília: MEC, SEB, 2012.

FERREIRO, Emília.Com todas as letras. 12. ed - São Paulo: Cortez, 2004.

FERREIRO, Emília e TEBEROSKY, Ana. Psicogênese da língua escrita. Porto Alegre: Artmed, 1999.

KAMII, Constance. A criança e o número. 11. ed.- Campinas-SP: Papirus, 1990.

MACHADO, Anna Rachel; CRISTOVÃO, Vera Lúcia Lopes. A construção de modelos didáticos de gêneros: aportes e questionamentos para o ensino de gêneros. Linguagem em (Dis) curso – LemD, Tubarão, v. 6, n. 3, p. 547-573, set/dez. 2006.

MOREIRA, Adelson F. Ambientes de Aprendizagem no Ensino de Ciência e Tecnologia. Belo Horizonte: CEFET-MG, 2007. Notas de aula.

ROSADA, ADRIANE MICHELE COSTA. A importancia dos jogos na educação matemática no ensino fundamental. Disponível em: < file:///C:/Users/Otavio%20Speth/Downloads/MD_EDUMTE_2014_2_1.pdf > Acesso em: 10 out. 2018.

SOARES, Magda. Letramento: um tema em três gêneros. 3. ed - Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2009.

SOARES, Magda. Alfabetização e letramento. 6. ed. – São Paulo: Contexto, 2010.

SOARES, Magda Becker e BATISTA, Antônio Augusto Gomes. Alfabetização e letramento: caderno do professor. Belo Horizonte: Ceale/FaE/UFMG, 2005.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .