COMPORTAMENTO FUNCIONAL E ESTRUTURAL DE CAMADAS POROSAS DE ATRITO APLICADAS EM CAMPO

Alessandro Alves, Luciano Pivoto Specht, Paulo Henrique Mareze, Deividi da Silva Pereira, Juceline Batista dos Santos Bastos

Resumo


As misturas a quente tipo Camada Porosa de Atrito (CPA) tem seu objetivo inicial e conhecido promover a drenagem superficial da água nos dias de chuva. Porém este revestimento também vem sendo estudado em virtude do seu comportamento ligado a redução de ruídos e na estratégia de mitigação de ilhas de calor nos centros urbanos. O objetivo principal deste estudo é realizar uma avaliação funcional com foco na capacidade de atenuação sonora da CPA bem como fazer verificações de ATR (Afundamento em Trilha de Roda) em 3 trechos executados no Rio Grande do Sul. Na metodologia utilizada foram realizadas medidas do coeficiente de absorção acústica com o tubo de impedância, de misturas densas e do CPA. Em campo foi avaliado o NPS (Nível de Pressão Sonora) de uma CPA e de um revestimento convencional em CA (Concreto Asfáltico), verificou-se uma redução sonora de 6 dB (A), através do SPBI (Statistical Pass-by Index), o que equivale a uma perda de energia acústica de 50%. Já nos ensaios em laboratório a CPA apresentou picos de absorção de 0,6 na principal faixa audível aos seres humanos, demonstrando assim, características semelhantes aos pavimentos silenciosos, utilizados em outros países especificamente com essa intenção. Finalmente, a CPA não apresentou valores relevantes para a patologia de ATR mesmo depois de 10 anos de serviço.


Referências


ALVAREZ, A. E.; MARTIN, A. E.; ESTAKHRI, C. A review of mix design and evaluation research for permeable friction course mixtures. Construction and Building Materials. Volume 25, issue 3, p. 1159-1166, 2011. Disponível em: . Acesso em: 14 jan. 2020.

ALVES, A. Comportamento Mecânico e Funcional de Misturas Asfálticas Porosas. Tese de doutorado. Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Programa de Pós-graduação em Engenharia Civil (PPGEC). Santa Maria, RS. 2019. 213 p.

ALVES, A.; SPECHT, L. P.; DRESCH, F.; SANTANA ECHEVERRIA, J. A. Estudo acústico de tráfego rodoviário rodante sobre pavimentos em concreto asfáltico e com camada porosa de atrito na rodovia BR 158/RS. Revista Transportes, v.26. 2018. 16p.

ALVES, A.; SPECHT, L. P.; DRESCH, F. Análise do desempenho acústico de pavimentos em CPA na rodovia BR158. 22º Encontro Asfalto. Rio de Janeiro, Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP). 2016. 10p. Disponível em: . Acesso em: 14 abr. 2020.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). NBR 16505: Misturas asfálticas - Resistência à deformação permanente utilizando o ensaio uniaxial de carga repetida. Associação Brasileira de Normas Técnicas /Organismo de Normalização Setorial de Petróleo (ABNT/ONS-034), 2016. 9 p.

ASTRANA JÚNIOR, C. A. L. Estudo da absorção sonora e permeabilidade de concretos asfálticos drenantes. Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Universidade Federal de Santa Catarina (PPGEC/UFSC). Florianópolis. 2006. 155 p.

BENDTSEN H., RAABERG J. French Experiences on Noise Reducing Thin Layers. Denmark. 2006. 36 p. Disponível em: . Acesso em: 15 abr. 2020.

BERNUCCI, L. B.; MOTTA, L. M.; CERATTI, J. A. P.; SOARES, J. B. Pavimentação asfáltica: formação básica para engenheiros. Rio de Janeiro: PETROBRAS: ABEDA, 2010. 504p.

BOEIRA, F. D. Estudo da rigidez, da deformação permanente e da fadiga de misturas asfálticas com ligantes convencionais e modificados. Tese de doutorado. Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Programa de Pós-graduação em Engenharia Civil (PPGEC). Santa Maria, RS. 2018. 284 p.

BORGES, R. L. Deformação permanente em misturas asfálticas a partir do shift model viscoplástico e ensaios triaxiais de carga repetida. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, CE, 2014. Disponível em: . Acesso em: 20 jul. 2020.

CALLAI, S.C. Perfil de influência da poluição sonora em rodovias. Ijuí, RS. Monografia. 57 p. 2008.

CAMOMILLA, G., LUMINARI, M. Silent Road for Urban and Extra-Urban Use: The innovative resilient and resonant pavements, proceedings of the 5th symposium on pavement surface characteristics. Toronto, Canada. 2004.

CERATTI, J. A. P. et al. Utilização de ligantes asfálticos em serviços de pavimentação. Rio de Janeiro: ABEDA, 2015. 144 p.

CHOI, Y. T. Development of a Mechanistic Prediction Model and Test Protocol for the Permanent Deformation of Asphalt Concrete. Tese de Doutorado. North Carolina State University, NC. 2013. 238p. Disponível em: . Acesso em: 21 jul. 2020.

DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESTRADAS DE RODAGEM (DNER). Manual de projeto geométrico de rodovias rurais. 1999. 228 p. Disponível em: . Acesso em: 14 abr. 2020.

DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES (DNIT). Relatório dos levantamentos funcionais das rodovias federais. Brasília, 2013. 26p. Disponível em: . Acesso em: 14 abr. 2020.

DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES (DNIT). Manual de estudos de tráfego. Publicação IPR - 723. Rio de Janeiro, 2006. 388 p. Disponível em: . Acesso em: 14 abr. 2020.

FRANK, R. Rodoanel terá camada porosa de atrito para reduzir poluição sonora. Tecnologia & Materiais. Solução asfáltica desenvolvida pelo IPT será aplicada no trecho Oeste, junto com barreiras acústicas. 2009. Disponível em: . Acesso em: 20 abr. 2020.

HANSON, D. I., DONAVON, P., JAMES, R. Tire/pavement noise characteristics for HMA pavements. Journal of the Association of Asphalt Paving Technologistics. v.74, p.1-38, 2005.

HALSTEAD, W. Open-Graded Friction Courses for Highways. NCHRP Synthesis 49. TRB, National Research. Council, Washington, D.C. 1978.

HUBER, G. Performance Survey on Open-Graded Friciton Course Mixes: Synthesis of Highway Practice 284. TRB, National Research Council, Washington, D.C. 2000.

INTERNATIONAL ORGANIZATION FOR STANDARDIZATION. ISO 11819-1: Acoustics - Measurement of the influence of road surfaces on traffic noise - Part 1: Statistical Pass-By method. Reviewed and confirmed in 2013. Genebra. 1997. 27p.

______.ISO 10534-2: Acoustics - Determination of sound absorption coefficient and impedance in impedance tubes - Part 2: Transfer-function method. Reviewed and confirmed in 2015. 1998. 27p.

JOLIET,Y.; MALLOT, M. Precautions when interpreting rutting results from the LCPC traffic simulator, 2º Eurasphalt & Eurobitume Congress Barcelona, 2000.

KANDHAL, P. S.; COOLEY, L. A. Jr. Accelerated Laboratory Rutting Tests: Evaluation of the Asphalt Pavement Analyzer. NCHRP Report 508. Transportation 84 Research Record: Journal of the Transportation Research Board, Transportation Research Board of the National Academies, Washington, D.C. 2003. 116p. Disponível em: . Acesso em: 08 maio 2020.

KNABBEN, R. M. Desenvolvimento do Trailer-CPX e de uma Mistura Asfáltica de Baixa Emissão De Ruído Pneu-Pavimento. Tese de doutorado da Universidade Federal de Santa Catarina. UFSC. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil. PPGEC. Florianópolis. 2017. 372p. Disponível em: . Acesso em: 08 maio 2020.

LÁO, V. L. E. S. T. Estudo comparativo do desempenho acústico de diferentes tipos de revestimento dos pavimentos. Rio de Janeiro. Dissertação de Mestrado. COPPE/UFRJ. 2004. 266p.

MEDINA, M. O.; GONZALES, A. E.; PAIXÃO, D. X. Ruído e Cidade: a necessidade de uma convivência harmônica. In: Martha Orozco Medina e Alice Elizabeth Gonzáles. (Org.). Ruido en ciudades latinoamericanas: Bases orientadas a su gestión. 1ed.Guadalajara - México: Orgánica editores, v. 1, 2012. 16p.

NASCIMENTO, L. A. et al. Pavimentos silenciosos. In: Reunião Anual de Pavimentação, 36º, Curitiba, Anais. 2005. 12p.

NATIONAL COOPERATIVE HIGHWAY RESEARCH PROGRAM (NCHRP). Refining

the Simple Performance Tester for Use in Routine Practice. Transportation Reseach Board. Washington, D. C. 2008.

PAULA, C.C.M. de; CALLEJAS, I.; DURANTE, L.; ROSSETI, K.; SILVA, D. Pavimento poroso e vegetação: estratégias para melhoria microclimática em áreas urbanas. In: Congresso LusoBrasileiro para o planejamento urbano, regional, integrado e sustentável, 7., 2016, Maceió. Anais. Maceió: UFAL - PLURIS, 2016.

PIARC (World Road Association). Quiet Pavement Technologies. Comité technique D.2 Chaussées routières. Technical Committee D.2 Road Pavements. 2013. 105p. Disponível em: . Acesso em: 11 maio 2020.

PINTO, S.; PINTO, I. E. Pavimentação asfáltica: conceitos fundamentais sobre materiais e revestimentos asfálticos. 1.ed. – Rio de Janeiro: LTC,2015. 269p.

SANS. Evaluación del Ruido de Rodadura en Carreteras. UCLM. Ciudad Real. 2006.

SMITH, H. Performance Characteristics of Open-Graded Friction Course. NCHRP Synthesis 180. TRB, National Research Council, Washington, D.C. 1992.

SPECHT, L. P. et al. Avaliação do ruído através do SPBI (Statistical Pass-By Index) em diferentes pavimentos. Revista Escola de Minas. 2009. 7p.

TIWARI, V.; SHUKLA, A.; BOSE, A. Acoustic properties of cenosphere reinforced cement and asphalt concrete. Article in Applied Acoustics 65(3):263-275. 2004. 13p.

WATSON, D. et al. Performance-Based Mix Design for Porous Friction Courses. NCHRP Research Report 877. Washington, DC: The National Academies Press. National Academies of Sciences, Engineering, and Medicine 2018. 142p. Disponível em: . Acesso em: 8 jul. 2020.

WERNECK, D. Estratégias de Mitigação das Ilhas de Calor Urbanas: Estudo de Caso em Áreas Comerciais em Brasília - DF. Dissertação de Mestrado - Universidade de Brasília. Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo. 2018, 118p.

WITCZAK, M. W. et al. Simple performance test for superpave mix design. NCHRP Report 465. National Research Council, Transportation Research Board. Washington, D.C, 2002. 114p. Disponível em: . Acesso em: 11 maio 2020.

WORLD HEALTH ORGANIZATION (WHO). Burden of disease from environmental noise: Quantification of healthy life years lost in Europe. Copenhagen: WHO Regional Office for Europe, 2011. 126p. Disponível em: . Acesso em: 11 maio 2020.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.