UM OLHAR PARA O HABITAR DO ESTUDANTE: ANTEPROJETO ARQUITETÔNICO DE UMA MORADIA ESTUDANTIL PARA ITAPIRANGA-SC

Larissa Bavaresco, Claudine Machado Badalotti, Franciele Rohr

Resumo


Em um contexto atual, com a expansão do ensino superior e crescimento do acesso à universidade se faz necessário políticas que englobam os espaços universitários como forma de permanência dos estudantes e fácil acesso na universidade, com isso surge a moradia estudantil, objeto fundamental de habitação que mantém a integração com o eixo estudantil.  A vida acadêmica envolve um conjunto de fatores e experiências para os estudantes do ensino superior, principalmente a vida em coletividade. A moradia estudantil é abordada neste trabalho como um equipamento público/privado com potencial de sociabilidade entre todos os usuários. Dessa forma, a proposta engloba um anteprojeto arquitetônico de uma moradia estudantil para a cidade de Itapiranga-SC, onde existe a Instituição de Ensino Superior privada UCEFF (Unidade Central de Educação Fai Faculdades), que recebe acadêmicos de diversas regiões necessitando apoio na moradia para a construção de identidades sociais e relação com a cidade e com a própria instituição.


Referências


ANDRÉS, Aparecida. Aspectos da assistência estudantil nas universidades brasileiras. Consultoria Legislativa- Área XV – Educação e Cultura, Brasília, 15f. ,2011.

COSTA, G. O; OLIVEIRA, P. Moradias Estudantis: Uma política pública na consolidação do direito à cidade. Salvador, 2012. Disponível em: http://www.lugarcomum.ufba.br/urbanismonabahia/arquivos/anais/ex3_moradias-estudantis.pdf. Acesso em: 09 de Mar. 2019.

FREITAS, Isaurora Cláudia Martins de. As Repúblicas Estudantis e seus Significados. In: REUNIÃO BRASILEIRA DE ANTROPOLOGIA, 26., 2008, Porto Seguro. Anais eletrônicos. Disponível em: . Acesso em: 28 mar. 2019.

GOETTEMS, Renata Franceschet. Moradia estudantil da UFSC: Um estudo sobre as relações entre o meio ambiente e os moradores. 2012. 188 f. Tese (Doutorado) - Curso de Arquitetura e Urbanismo, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2012.

HINTERHOLZ, L. TÁCITAS E MARGINAIS: Memórias das casas de estudante autônomas de Porto Alegre e as possibilidades para a história da educação. Revista História da Educação, Porto Alegre, v. 21, p. 435-448, abril 2017. ISSN 51.

IBGE (2010). Censo demográfico. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/sc/itapiranga/panorama. Acesso em: 20 de maio de 2019.

INEP, Portal. MEC e Inep divulgam dados do Censo da Educação Superior 2016. 2017. Disponível em: . Acesso em: 09 mar. 2019.

LEI COMPLEMENTAR Nº 51 de 16 de Agosto de 2012. Uso, ocupação e parcelamento do solo no município de Itapiranga, 2012

LITTLEFIELD, David. Manual do arquiteto: planejamento, dimensionamento e projeto. 3. Ed. Porto Alegre: Bookman,2011.

MACHADO, Otávio Luiz. Reconstrução histórica das repúblicas estudantis da UFOP. IV Seminário de Metodologias para projetos de extensão. UFSCar, São Carlos, 2001.

MOREIRA, Felipe Ferreira. A casa da/na transitoriedade: Experiências na migração pendular de estudantes universitários para o campus X-UEPA / Igarapé-Açu (PA). Revista Formação (online), Igarapé-açu, p.127-147, abr. 2016.

SENCE. Secretaria Nacional de Casas de estudantes. 2008. Disponível em: http://sencebrasil.redelivre.org.br/historico-do-mce/. Acesso em: 09 mar. 2019.

SOUSA, Livia Mesquita de. Significados e sentidos das casas estudantis: um estudo com jovens universitários. 2005.112f. Dissertação (Pós-graduação em Psicologia) – Subprograma de Psicologia Social, Universidade Católica de Goiás, Goiânia, 2005.

VILELA JÚNIOR, Adalberto José. Uma visão sobre alojamentos universitários no Brasil. 5º Seminário DOCOMOMO Brasil. São Carlos, 2003. Disponível em: http://docomomo.org.br/wp-content/uploads/2016/01/003R.pdf. Acesso: 01 de Mar. 2019.

WIESE, Ricardo Socas et al. Moradia estudantil: Território da coletividade. In: XVII ENANPUR,. São Paulo: 2017.Disponível em: . Acesso em: 24 abr. 2019.

ZANCUL, Juliana de Senzi. Habitação estudantil: Avaliação pós-ocupação em São Carlos-SP. 2007. 203 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Arquitetura e Urbanismo, Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo, São Carlos, 2007.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.